FALANDO DE
FRANQUIAS

Expansão

Abrir um negócio próprio, ou abrir uma franquia – quais os principais aspectos a avaliar nessa tomada de decisão?

Ao decidir investir, é bem provável que você já tenha se questionado: “E agora, invisto em uma franquia ou crio meu negócio do zero?”. É importante ressaltar que as duas opções são muito interessantes e ambas podem gerar bons retornos. Porém, alguns critérios precisam ser analisados para que você escolha o que mais se encaixa no seu perfil de empreendedor e gestor. Pensando nisso, preparamos esse material com algumas vantagens e desvantagens de cada um desses modelos de negócio, a fim de te ajudar a entender: “comprar uma franquia ou abrir um negócio próprio, o que atende meu objetivo”?

 

Vantagens do Negócio Próprio:
  • Tirar uma nova ideia do papel e começar uma empresa do zero, oferecendo novas soluções ao mercado;
  • Liberdade para criar sua própria identidade visual e ter autonomia na comunicação;
  • Maior autonomia em traçar estratégias de posicionamento e precificação, por exemplo;
  • Você, futuramente, pode tornar-se um franqueador e criar a sua própria Rede de Franquias.

 

Desvantagens do Negócio Próprio:
  • Necessidade de um grande planejamento para conhecer concorrência e público-alvo e entrar de maneira assertiva no mercado;
  • Grande quantidade de tempo investida nas etapas essenciais para a abertura do negócio;
  • Alta necessidade de investimento para que a sua marca se torne conhecida.

 

Vantagens da Franquia:
  • Conhecimento do franqueador irá colaborar com o funcionamento do seu negócio, desde a escolha do ponto comercial, até a análise de indicadores do resultado da sua operação;
  • Abra seu negócio com uma marca que já é referência no mercado;
  • Riscos do negócio já são conhecidos pela franqueadora e podem ser antecipados, minimizando o impacto de um possível revés;
  • Suporte da franqueadora no processo de definição de fornecedores homologados, padronizando a qualidade.

 

Desvantagens da Franquia:
  • Padronização de alguns aspectos da Rede podem limitar sua capacidade de inovação;
  • O investimento total, por conter algumas taxas de aquisição da franquia, pode ser mais elevado;
  • Estratégia padrão da Rede pode estar desalinhada com a realidade local da cidade onde você deseja abrir o negócio.

 

Como você pode ver, sem dúvidas, cada opção possui prós e contras ao longo de suas jornadas. Cabe a você, investidor, entender o seu perfil e, a partir disso, qual dessas opções melhor se encaixa para você.

Conte conosco para auxiliá-lo na tomada de decisão sobre a melhor maneira de investir.

 

Texto: Rafael Rosa – Gerente de Expansão de Franquias

LEIA TAMBÉM

Gestão

O que é na prática o suporte ao franqueado

A forma como se da a relação franqueado e franqueador é o ponto-chave do sucesso de qualquer unidade franqueada, consequentemente,...

Veja mais >>

Gestão de Redes

Comitê de Marketing: como e por que construí-lo?

Como trouxemos em outro conteúdo (Clique aqui para acessar conteúdo sobre fundo de marketing), um dos maiores desafios em relação...

Veja mais >>

Gestão

Ideias para minimizar os impactos do Covid-19 na sua empresa

Estamos todos passando por um momento bastante delicado no Brasil e no mundo. Diversas medidas para isolamento social estão sendo...

Veja mais >>