FALANDO DE
FRANQUIAS

Expansão

Será que ainda vou vender franquias esse ano?

Essa é uma pergunta que muitas franqueadoras têm feito para a nossa equipe ultimamente – e ela faz muito sentido, dadas todas as incertezas que o mercado apresenta.

Será que ainda venderemos franquias esse ano? Como ficará nosso plano de expansão? Quando as pessoas voltarão a investir? Como replanejar a expansão da minha rede?

Temos discutido bastante sobre esse assunto e a conclusão a que chegamos é: também na expansão por franquias, precisaremos nos adequar aos novos hábitos de consumo e às novas perspectivas dos investidores.

Sabemos que o cenário econômico terá (e já está tendo) grandes mudanças. O desemprego tende a se agravar; as pessoas tenderão a consumir menos, ou adquirir produtos mais baratos; veremos crescer hábitos voltados ao delivery e experiências em casa; etc.

Historicamente, os brasileiros costumam buscar o empreendedorismo em momentos de crise e desemprego. Isso se deve ao fato de que, perdendo seus empregos, muitos trabalhadores juntam suas verbas de rescisão e demais economias e abrem seus próprios negócios – o povo brasileiro é um dos mais empreendedores do mundo. Algo semelhante ocorreu em 2010, após a crise de 2008. Segundo a ABF (Associação Brasileira de Franchising), o faturamento do setor de franquias cresceu 20,4% de 2009 para 2010! Além disso, houve um incremento de 8% no número de unidades franqueadas no mesmo período, segundo a própria ABF. Esses dados demonstram um comportamento animador para quem expande por franquias, e esperamos que se repita desta vez.

“Entendi, mas como devo adequar minha rede de franquias para estar preparado para uma possível retomada do mercado?”

Elencamos aqui 3 ideias para você ficar de olho:

 

  • Novos modelos de franquia

Pode ser o momento de pensar em diferentes modelos de franquia para sua rede. As microfranquias (franquias com investimento inicial de até R$ 90.000,00, segundo a ABF) podem ser uma boa opção. Um novo modelo de franquia focado nos seus produtos/serviços que mais vendem e possuem menor complexidade logística e operacional; ou talvez um modelo de negócio focado apenas em delivery (especialmente no mercado de alimentação, essa modalidade vem crescendo bastante); ou até mesmo a modalidade de vendedores porta a porta, ou franquias virtuais, possam se encaixar na sua situação.

Lembre-se que, assim como os consumidores, boa parte dos investidores terá menos dinheiro disponível e a sua franquia deverá se adequar a essa demanda. Pense em como você pode desenvolver uma modalidade de trabalho mais enxuta, menos complexa e que, ainda assim, tenha potencial de agregar valor ao franqueado.

É importante deixar claro que um novo modelo de franquia mais enxuto não exclui os seus atuais. Eles possivelmente seguirão sendo muito importantes, mas entendemos que uma alternativa enxuta nesse momento poderá ser um bom complemento para sua expansão e venda de franquias.

  • Revisão de investimentos

Seguindo a linha de menores investimentos e facilitação da entrada de franqueados (lembre-se de que a análise de perfil segue sendo fundamental nesse momento!), você pode buscar opções para reduzir os valores de investimento inicial dos seus atuais modelos, mantendo o mesmo padrão.

Por exemplo, o investimento em estrutura pode ser repensado juntamente com o arquiteto. Vocês podem substituir os materiais mais caros por outros que mantenham a mesma qualidade e aparência, mas a preços mais baixos. Em algumas franqueadoras com as quais trabalhamos a expansão e gestão da rede, temos visto essa ação gerar excelentes resultados, permitindo, inclusive, a retomada de negociações antigas que, por não se adequarem ao capital necessário na época, acabaram esfriando.

  • Revisão de taxas

A taxa de franquia é um valor muito importante para a franqueadora e remunera todo o repasse de know-how e utilização da marca. Você não precisa (necessariamente) baixar o valor, mas, talvez, possa facilitar o seu pagamento e parcelar para que fique mais acessível ao investidor neste momento. Ressaltamos que essa não é uma prática tão recomendada para momentos de mercado positivo, porém, o atual cenário nos permite trabalhar com a flexibilização.

 

Esperamos, sim, que o mercado reaja através do empreendedorismo, e as franquias seguem tendo um papel relevante nesse cenário.

Muitas pessoas irão empreender por conta própria, sem dúvidas, porém, se a sua franqueadora estiver com modelos de franquia atrativos e investimentos ajustados ao novo contexto, você poderá ter melhores resultados!

De forma geral, nosso objetivo com esse artigo é lhe gerar bons insights para inovar dentro do seu contexto!

Se você tiver alguma dúvida ou quiser trocar ideias sobre esse assunto, estamos sempre disponíveis para um café (ou para uma video-chamada, até que as coisas voltem ao normal).

LEIA TAMBÉM

Expansão

Principais formas de expansão de um negócio

 Se você quer expandir o seu negócio, descubra neste artigo qual a melhor estratégia a ser seguida. [caption id="attachment_325" align="aligncenter"...

Veja mais >>

Gestão

O que você não sabia sobre marcas de sucesso

Um dos pontos primordiais para o sucesso das organizações. Antes de qualquer outra coisa, o que é ter sucesso? Você...

Veja mais >>

Suporte ao franqueado

Como oferecer suporte financeiro ao franqueado

Prestar suporte para uma rede de franquias sem ter informações adequadas pode ser um tiro no escuro. Ainda mais quando...

Veja mais >>